Convidados 2022

José Riço Direitinho

José Riço Direitinho nasceu em Lisboa, no ano de 1965. Começou a escrever ficção ainda adolescente, e a publicar pequenas histórias no suplemento «Jovem» do Diário de Notícias. Estreou-se nos livros em 1992 com a publicação de A Casa do Fim (uma coletânea de contos), a que se seguiram os romances Breviário das Más Inclinações (1994) e O Relógio do Cárcere (1997). Entretanto, foi engenheiro agrónomo, tradutor e crítico de vinhos (Visão, Ler e O Independente).
Em 1999, foi um dos autores convidados do DAAD (Deutscher Akademischer Austauschdienst), residindo e escrevendo em Berlim durante um ano. Publicou o livro de contos Histórias com Cidades (2001).

Publicou o livro de contos Um Sorriso Inesperado (2005) e, em 2010, a convite do governo federal da Baviera, viveu durante um ano na residência Villa Concordia, em Bamberg (Alemanha).
Os seus livros estão traduzidos em alemão, castelhano, holandês, italiano e árabe.
Tem ainda histórias traduzidas em coreano, húngaro, inglês, francês e romeno. Atualmente é colaborador da revista Ler e crítico literário no jornal Público.

Participação na Maratona de Leitura

8 de julho

Encontro com escritores (1h00)

9 DE JULHO

Leitura no palco das 24 horas a Ler (Cineteatro Tasso; xxhxx)