Contadores de histórias

Rodolfo Castro

“No ano 1993 comecei a contar histórias profissionalmente. Esforcei-me sempre por ser o melhor. Para isso treinei, estudei, trabalhei...e não consegui. Quando comprovei que não podia ser o melhor decidi ser o pior... e consegui. Antes disso trabalhei de pedreiro e de carteiro, de sapateiro e de vendedor ambulante. Tentei o futebol e a atuação, fui professor de ensino básico e tive a minha banda de música. Vendi postais de natal nas ruas de Buenos Aires e artesanato no México. Sou escritor e formador creditado na área da literatura e dos contos.

Nasci e cresci em Buenos Aires, formei-me profissionalmente no México, hoje vivo em Lisboa”.

Participação na Maratona de Leitura

10:30 Sessão de contos no Outeiro da Lagoa (Festas na aldeia)
15:00 Sessão de contos na Praia Fluvial do Troviscal (Festas na aldeia)
18:30 Sessão de contos com os contadores de histórias, com apresentação de Fernando Alvim
20:10 Leitura no palco